sábado, 4 de dezembro de 2010

A Colina de Hevilin



Prólogo

           
             Eu finalmente estava junto dela. Somente nós dois. Parecia que meu destino já estava se cumprindo a partir do momento que a vira pela primeira vez. Ela era a razão do meu viver. Queria que ela fosse eterna, que nosso amor se mantivesse para sempre. Mas sabia que isso não aconteceria.
            Minha vida terminava por ali. Minha meta já havia sido cumprida. Meus olhos – não sei o porquê – se encheram de lágrimas. E então, dei-lhe o último beijo - o mais verdadeiro de todos – e lancei-me no infinito.

Um comentário:

  1. nossa mt bom msm
    vo divulgar para meus amigos...
    parabens..

    ResponderExcluir